Como avaliar o custo x benefício de um curso de inglês? | BRASAS

Como avaliar o custo x benefício de um curso de inglês?

Como avaliar o custo x benefício de um curso de inglês?

Teste o Método BRASAS sem pagar nada!

Com o BRASAS Start, você assiste a aulas gratuitas em julho antes de se matricular! Para se inscrever, agendar seu teste de nivelamento ou tirar qualquer dúvida, converse com nossas secretárias pelo WhatsApp, clicando abaixo.

Hoje em dia, temos uma enorme oferta de cursos de inglês. Presenciais, a distância, intensivo, extensivo… E na hora de escolher, aparecem várias dúvidas, principalmente o dilema de como aliar qualidade e valor.

O que avaliar em uma escola

Ninguém quer perder dinheiro com um curso que não vai satisfazer suas necessidades, então, o primeiro passo é avaliar os fatores objetivos ao aprendizado, como:

Metodologia: a forma como a escola ensina o idioma é mais tradicional ou mais dinâmico e focado na habilidade oral? Neste post aqui falamos sobre como descobrir qual método é ideal para você: Vou estudar inglês, mas qual o curso mais adequado para mim?

Material: busque analisar o material usado em sala de aula. Ele deve abranger todas as necessidades do aluno, oferecer exercícios e também materiais extras como áudios das lições e exercícios.

Corpo docente: é fundamental saber como a escola prepara e escolhe seus professores, pois são eles que vão te guiar nessa jornada.

Quanto mais caro melhor?

Existe uma ideia de que o que é mais caro é melhor. E pessoas que não têm grande disponibilidade para esse investimento acabam optam pelo mais barato, já que pensam “se não vou poder pagar o melhor, vou para o mais barato porque curso de inglês é tudo igual.” Nos dois cenários, existe um perigo.

Para quem se basear apenas em valor para escolher, o maior risco é desperdiçar tempo e dinheiro com métodos do tipo eye candy, aqueles que enchem os olhos. Eles prometem muita coisa, são visualmente agradáveis, mas na hora do aprendizado mesmo, há pouca aquisição e produção de conteúdo.

Já os cursos exageradamente baratos não valorizam o professor, o que deixa a qualidade do serviço baixa e precária. É o famoso barato que sai caro.

Tenha um objetivo em mente!

Se você quer estudar inglês, com certeza já tem um objetivo certo para isso, seja estudar fora, ampliar as oportunidades de emprego ou lazer. É isso que precisa ser o seu norte na hora de escolher o curso.

Se o curso vai te ajudar a atingir seus objetivos, se isso for de fato sua prioridade, vale a pena investir nisso.

E sempre vale a pena checar as opções de curso que a escola oferece. Os cursos intensivos, com 4 ou 5 aulas por semana, têm a hora/aula mais econômica. Você terá que se dedicar mais, porém irá ter resultados mais rápidos.

Dê o primeiro passo